MANTLE MODA SPORT

run

Bermudas de compressão melhoram sua performance na corrida

Corredores de rua, atletas profissionais ou amadores já adotaram o uso das bermudas de compressão. Mas quais os seus benefícios?

Especialistas em esporte como treinadores, professores de educação física, fisiologias, e os próprios atletas, afirmam que as roupas de compressão melhoram o desempenho durante o exercício e corridas. Dizem que a peça ajuda na redução do número de músculos que precisam ser ativados, tornando assim o exercício menos cansativo. Reconhecem ainda que o atleta ganha mais agilidade para correr. Além disso, segundo especialistas e corredores, atenua dores, impedem assaduras e permitem melhor resistência e troca de suor e calor.

O profissional de Educação Física, treinador de ultramaratona e proprietário da Everton Cross Team, de Palmas, Tocantins, Everton Pereira Santigo, disse que a roupa de compressão traz mais conforto e melhora na performance dos atletas. “As bermudas de compressão são mais confortáveis. São ideais para corridas de trilha e em corridas de rua”. Disse ainda: “Meus atletas relataram que tiveram melhor rendimento com o uso da peça. A roupa ajuda a evitar câimbras e assaduras”, garante o profissional.

O treinador esportivo e proprietário da Multiesportiva, de Vila Velha, Espírito Santo, Hudson Miranda Simões, destacou os benefícios fisiológicos da bermuda de compressão. “Ela ajuda na redução do ácido lático dos músculos inferiores e aumenta a oxigenação das células dos tecidos musculares. Com isso, o corredor tem um ganho de cerca de 25% a mais no seu desempenho”, destacou Simões.

Para o treinador, atleta e proprietário da F3 Assessoria Esportiva, de Tubarão, Santa Catarina, Felipe Costa, as bermudas de compressão melhoram o desempenho do corredor durante uma prova. “Ela ajuda no retardo da fadiga muscular e na recuperação pós-treino”, e acrescenta, “quanto mais longa a prova melhor é a eficácia da bermuda”.

Felipe Costa foi um dos destaques da equipe brasileira que disputou o 29º Mundial de Ultramaratona, realizado em novembro de 2016, em Los Alcazales, na Espanha. Felipe conseguiu o terceiro melhor tempo entre os 12 atletas que fizeram parte da Seleção Brasileira na competição, na qual os atletas percorriam 100 quilômetros. Com o desempenho, ele ajudou o Brasil a ficar com o terceiro lugar geral na disputa, que envolveu 37 países.

A corredora Silvana Pereira Macedo, que compete pela Equipe Enício Pereira, de Vitória, Espírito Santo, confirma a eficácia da peça nas provas em que participa. “Depois que passei a usar as bermudas de compressão meu desempenho melhorou. A bermuda não incomoda como as demais. É como se você não estivesse usando a roupa. Ela adere ao corpo e dá uma sensação de liberdade”, destacou Silvana. E contou: “Antes, nas provas, eu tinha que ficar ajustando a roupa, incomodava, nisso eu pedia tempo. Agora, com a bermuda de compressão isso não acontece”.

Para o corredor Welder Inácio, que compete pela Ultra Sports, de Vila Velha, Espírito Santo, a bermuda de compressão trouxe mais agilidade em suas corridas. “Gosto muito de usar, porque ela deixa os músculos mais comprimidos, evitando degastes e fadiga muscular. Por não ter atrito, dá mais agilidade durante a corrida”, destaca o esportista.

[mashshare] [mashshare]